Quem somos

O objetivo deste blog é possibilitar a interação entre a Oficina e as Escolas. Através desta ferramenta divulgaremos informações, eventos pedagógicos e realizaremos discussões que possam trazer contribuições para o cotidiano escolar.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

III SARAU PEDAGÓGICO

Contamos com a Professora Neide Moura para a realização do III Sarau Pedagógico, que apresentará uma prática bem sucedida realizada em sala de aula na EE Prof. Sebastião de Souza Bueno, sobre a ditadura militar no Brasil  ilustrada a partir das músicas de Chico Buarque de Holanda.
Data: 05/08/2010
Horário: 18h30min
Local: Diretoria Regional de Ensino Norte 2

1º Concurso Cultural Livraria da Vila de Ilustração

1º Concurso Cultural Livraria da Vila de Ilustração

O Concurso Cultural é uma realização da Livraria da Vila e do escritor Ilan Brenman, com apoio da editora Brinque-Book e será realizado no período de 01 de Junho de 2010 a 31 de Agosto de 2010.

O Júri será composto pelos ilustradores Janaina Tokitaka e Odilon Moraes, pelo escritor Ilan Brenman, pela editora Suzana Sanson da Brinque- Book e pelo diretor comercial Flavio Seibel da Livraria da Vila.

Premiação:

- A Livraria da Vila premiará o vencedor com um vale-livro no valor R$ 1.000,00;

- A Editora Brinque-Book editará um livro a ser escrito por Ilan Brenman e premiará com 1% sobre o preço de capa.



Ilustração de 1 livro a ser lançado pelo escritor Ilan Brenman pela editora Brinque-Book até dezembro de 2012, 1% de direitos autorais sobre as vendas e um vale-livro no valor de R$1.000 (mil reais) da Livraria da Vila, além de divulgação nas comunicações da Livraria da Vila.



Divulgação do resultado: 30 de Setembro de 2010.

Data da Premiação: 16 de Outubro de 2010.



1. Poderão participar do concurso apenas maiores de 18 anos, residentes em território nacional que não possuírem um livro publicado com ISBN.

2. A ilustração vencedora não necessariamente será utilizada no livro a ser publicado.

3. Temática do Concurso: CONTOS DE FADAS.

4. Não poderão participar do Concurso funcionários e/ou parentes em primeiro grau de funcionários da Livraria da Vila, da Brinque-Book, do escritor Ilan Brenman e ilustradores membros do júri.

5. Para cada candidato só serão aceitas ilustrações coloridas (4 cores ou mais) originais e autenticas e o candidato deverá enviar 3 ilustrações diferentes entre si em tamanho A4 dentro de um envelope ou pasta.

6. Cada candidato poderá participar uma única vez.

7. A identificação dos originais deverá ser feita por meio de nome e sobrenome no verso de cada original. Em um deles deverá constar: nome completo, cpf, endereço, telefone e e-mail).

8. A decisão do júri será anunciada no dia 30 de Setembro de 2010, em horário e local a serem determinados e divulgados.

9. As ilustrações deverão ser endereçadas a: Concurso Cultural de Ilustração da Livraria da Vila para Iniciantes, Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena – Cep 05416-011 - São Paulo - Setor de Marketing, como Carta Registrada, pois não haverá confirmação do recebimento dos originais em hipóteses alguma e por nenhum meio. A entrega pessoalmente só poderá ser feita na loja da Fradique, conforme endereço citado. Para esse tipo de entrega, o participante receberá um comprovante com carimbo da Livraria.

10. Os originais só serão devolvidos se o participante do concurso anexar um envelope pré-selado junto com o envelope contendo as ilustrações.

11. As inscrições estarão abertas no período 01 de Junho de 2010 a 31 de Agosto de 2010, considerada esta a data limite de postagem para o correio.

12. A Livraria da Vila tem o direito de utilizar a ilustração ganhadora em suas comunicações, porém ela e os demais envolvidos se comprometem a não divulgar e utilizar as ilustrações não selecionadas.

13. É de responsabilidade do ganhador arcar com despesas de transporte, hospedagem, entre outros, que envolvam a vinda ao evento de premiação.

14. A divulgação deste concurso se dará nos meios da Livraria da Vila, tais como: Revista Vila Cultural, site, newsletter e por Assessoria de Imprensa, além dos meios de comunicação dos parceiros envolvidos no concurso.

15. A participação neste concurso implica na aceitação deste regulamento. Quaisquer dúvidas ou divergências não previstas neste regulamento serão julgadas e decididas de forma soberana e irrevogável pela comissão julgadora. Para participar deste concurso, que tem caráter exclusivamente cultural, e que é realizado segundo a Lei nº 5.768/71, art. 3º, regulamentada pelo Decreto nº 70.951/72 art 3: "não é necessária a compra de qualquer bem, direito ou serviço da empresa promotora ou de terceiros, e a apuração dos vencedores não está sujeita a qualquer tipo de sorteio ou operação assemelhada".

Prêmio SESC de Literatura

APRESENTAÇÃO

O PRÊMIO SESC DE LITERATURA é promovido pelo SESC – Serviço Social do Comércio, e objetiva premiar textos inéditos nas categorias CONTO e ROMANCE, escritos em língua portuguesa, por autores brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil.



INSCRIÇÕES
Cada concorrente poderá participar com apenas uma obra em cada categoria. Caso participe em ambas categorias, as inscrições deverão ser enviadas separadamente, com pseudônimos distintos.
O(s) texto(s) inscrito(s) deverá(ão) ser inédito(s), ou seja, nunca ter(em) sido publicado(s). Entende-se por publicação o processo de edição de uma obra literária e sua distribuição em livrarias ou pela internet.



O autor não poderá ter nenhum livro publicado na(s) categoria(s) em que se inscrever.
Os originais deverão ser enviados em quatro vias, encadernadas, com folha de rosto na qual deverão constar apenas o TÍTULO da obra e o PSEUDÔNIMO (obrigatório) do autor, acompanhadas de envelope lacrado com os dados do autor.
O texto deverá ser digitado (editor de texto Word) em espaço duplo, em apenas um lado da folha, fonte Times New Roman tamanho 12, estilo normal, na cor preta; parágrafo de alinhamento justificado; espaço entrelinhas duplo; todas as margens 2,5 e impressos em papel A4. No livro de contos, cada CONTO deverá ser iniciado numa nova página, bem como cada capítulo do ROMANCE deverá ser iniciado em uma nova página.
Em envelope lacrado, anexo à obra, deverão ser informados os dados do autor: pseudônimo, nome, data de nascimento, título da obra, identidade, CPF, endereço completo, telefone, e-mail, currículo resumido e uma declaração de autoria e responsabilidade pelos direitos da obra, assinada pelo autor. O envelope deverá ser identificado externamente com PSEUDÔNIMO do autor e TÍTULO da obra.
A obra enviada deverá ter entre 130 e 400 páginas, caso seja ROMANCE; e 70 e 200 páginas, caso seja LIVRO DE CONTOS. Para tanto, será rigorosamente observada a formatação determinada no item 5.
As inscrições deverão ser enviadas entre 10 de maio a 30 de setembro de 2010. A data que constar no carimbo do correio servirá como comprovante de inscrição no prazo determinado.




JULGAMENTO
As obras inscritas serão analisadas por Comissões Julgadoras compostas por escritores, especialista em literatura, jornalistas e críticos literários, indicados pelo SESC.



A comissão julgadora final atribuirá o Prêmio SESC a uma única obra em cada categoria e poderá indicar até 03 (três) menções honrosas por categoria.



O único critério para seleção das obras vencedoras é o mérito literário, cabendo ao júri final a decisão, que será soberana e não suscetível de apelo.




PREMIAÇÃO
O resultado do PRÊMIO SESC DE LITERATURA 2010 será divulgado em março de 2011.



O vencedor de cada categoria terá sua obra publicada e distribuída comercialmente pela Editora Record, com uma tiragem inicial de 2.000 exemplares.



O autor vencedor de cada categoria terá direito a 10% do valor de capa da obra quando da sua comercialização em livrarias. Parte da primeira edição será adquirida pelo SESC para inserção no acervo de bibliotecas da instituição.
A cerimônia de premiação será realizada no Rio de Janeiro, com data prevista para julho de 2011.



O autor vencedor de cada categoria poderá participar de lançamentos da obra em eventos literários promovidos pelo SESC, que assumirá os custos de locomoção e estadia do escritor.



Os autores indicados para Menção Honrosa receberão um certificado emitido pelo SESC, atestando a qualidade da obra para possível análise e publicação no mercado editorial, além de kits com livros publicados pela Editora Record.




DISPOSIÇÕES GERAIS
As inscrições para o PRÊMIO SESC DE LITERATURA são gratuitas.



Entende-se por romance uma narrativa ficcional longa. E por livro de contos um conjunto de narrativas ficcionais curtas. Não serão aceitas inscrições com apenas um conto.



É vetada a participação de funcionários, estagiários e parentes em até segundo grau de funcionários da Record e do SESC, da Confederação Nacional e Federações do Comércio, bem como de todos os envolvidos no processo de julgamento do concurso.
Será de responsabilidade do autor o compromisso de que o texto é inédito. Caso seja constatada sua publicação, a inscrição será anulada.



Não serão aceitas inscrições de obras póstumas. A coautoria será aceita apenas para ROMANCE.



Será permitida a inscrição de obra cuja pequena parcela do conteúdo tenha sido publicada em blogs pessoais ou revistas eletrônicas, desde que não ultrapasse ¼ (um quarto) do total da obra inscrita.
Nenhuma obra enviada será devolvida.
O autor vencedor de cada categoria terá direito a passagem aérea – exceto se for oriundo do estado do Rio de Janeiro – e estadia pagas pelo SESC para comparecer à premiação, sem direito a acompanhante.



A companhia aérea e o horário do vôo para o Rio de Janeiro serão definidos pelo SESC, que também irá definir o hotel e o número de pernoites a que os dois vencedores terão direito.



Ao se inscrever no PRÊMIO SESC DE LITERATURA, o candidato estará automaticamente concordando que conhece e aceita integralmente os termos deste Edital.

XI Concurso de Poesia de Casimiro de Abreu

XI Concurso de Poesia de Casimiro de Abreu

A Fundação Cultural lançou oficialmente o XI Concurso Literário de Poesias, no último sábado, 29, durante o Epocabreu - Encontro de Poetas em Casimiro de Abreu. A idade mínima para participar é de 16 anos, completados até o final do prazo de inscrição. Os trabalhos deverão ser inéditos e cada concorrente só poderá participar com apenas um.

As poesias poderão ser entregues na Fundação Cultural, Rua Salomão Ginsburg, 168, Centro Casimiro de Abreu – RJ, CEP 28860-000 de segunda a sexta, de 9 ás 17h ou enviadas por Correio para o mesmo endereço. As inscrições vão de 01 de junho a 31 de agosto de 2010, o mesmo valendo para a data de postagem. Não serão aceitas inscrições via Internet.

Para se inscrever no concurso, é necessário preencher a ficha de inscrição e consultar o regulamento no site através dos links no final do texto (pdf). A premiação será entregue na Casa de Cultura Estação Casimiro de Abreu no dia 29 de outubro, a partir das 20h. Os prêmios serão de quinhentos, trezentos e duzentos reais para os três primeiros colocados, além de um certificado de participação. O resultado será divulgado no dia 30 de setembro de 2010 através dos sites.

Cerca de 500 pessoas de todo o país se inscreveram no X Concurso realizado no ano passado. A expectativa para esse ano é que esse número dobre.

Mais informações, pelo e-mail:cultura@culturacasimiro.rj.gov.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Uma Professora Pesquisadora!




A Professora Maria Aparecida de Oliveira Souza, de Língua Portuguesa da EE Júlio Pestana, ao ler a Revista Nova Escola se atentou para o Projeto de Leitura. Como pesquisadora buscou no site - http://www.projetosdeleitura.com/ e efetuou cadastro para participar do Projeto -  Crônicas. A Professora trabalhou  com duas turmas das 2ªs séries do EM (2ªA e B).

Foram selecionadas 20 crônicas, destas  o autor Laé de Souza escolheu três da EE Júlio Pestana, das alunas - Melissa Marinquez, Juliana Cavalcanti Pereira e Bianca Barbiere dos Santos. A Crônica da aluna Melissa Marinquez será publicada no livro organizado por Laé de Souza, na Bienal do Livro.

Quando questionada sobre o Projeto de Leitura e a participação dos alunos, a Professora Maria Aparecida destacou: "os alunos se mostraram interessados e envolvidos, todos queriam participar". Quanto à publicação a professora diz: "Foi gratificante! Nunca imaginei que um trabalho nosso fosse publicado na Beinal do Livro".

Parabenizamos a Professora Aparecida pela iniciativa e dedicação! Que tal atittude inspire novas descobertas, pois em nossas escolas existem preciosidades!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Sugestões de Filmes

Senhores Educadores,

Enviem sugestões de textos, vídeos, músicas e outros materiais que utilizarão no Replanejamento 2010 para o  e-mail: a.redigolo@gmail.com,  assim  nossas  escolas poderão interagir!

Dicas de Filmes:

Sarafina: o som da liberdade - O filme mostra a realidade cultural dos alunos, a realidade da escola e também a forma como vivem aquelas famílias: marginalizadas e exploradas pelo regime do Apartheid. A convivência com a professora Massumbuko é de total importância para aqueles jovens, pois ela lhes mostra a realidade tal como ela é, mas deixa claro que é possível haver mudanças.

O Jarro - O filme apresenta uma história em torno de um jarro que quebrava, trazendo inúmeros conflitos pela comunidade, professor e alunos.

Ça Commence aujourd’hui -  titulo em português : “Quando tudo Começa”. Faz uma abordagem do ensino publico francês mas muito semelhante as dificuldades do ensino publico brasileiro.


1. AO MESTRE COM CARINHO – 1 e 2

2. ABC DO AMOR

3. À PROCURA DA FELICIDADE
4. A VOZ DO CORAÇÃO
5. A LISTA DE SCHINDLER

6. A CORRENTE DO BEM

7. A MAÇÃ

8. ANJOS DO SOL

9. ADORÁVEL PROFESSOR

10. A LÍNGUA DAS MARIPOSAS

11. A PROVA

12. BABEL

13. CRIANÇAS INVISÍVEIS

14. CONVRSANDO COM DEUS

15. CONRACK

16. COACH CARTER – TREINO PARA A VIDA

17. CÉU DE OUTUBRO

18. DESAFIANDO GIGANTES

19. ELA DANÇA EU DANÇO

20. EM NOME DO PAI

21. ENTRE QUATRO PAREDES

22. ESTRADA PARA PERDIÇÃO

23. ESCRITORES DA LIBERDADE

24. ENTRE OS MUROS DA ESCOLA – FRANCÊS

25. NARRADORES DE JAVÉ – NACIONAL

26. FILADÉLFIA

27. GÊNIO INDOMÁVEL

28. GATTACA – EXPERIÊNCIA GENÉTICA

29. HOMENS DE HONRA
30. INSTINTO SECRETO

31. LENDAS DA PAIXÃO

32. MEU MESTRE MINHA VIDA

33. MENINA DE OURO

34. MANDELA

35. MENINAS

36. MACHUCA (CHILENO)

37. MÚSICA DO CORAÇÃO

38. MEU NOME É RÁDIO

39. MUDANÇA DE HÁBITO 1 E 2

40. MARIE

41. NELL

42. NOTAS SOBRE UM ESCÂNDALO

43. NENHUM A MENOS

44. O CLUBE DO IMPERADOR

45. O SOM DO CORAÇÃO

46. O PREÇO DO DESAFIO

47. O ESPELHO TEM DUAS FACES

48. O BALÃO VERMELHO (FRANCÊS)

49. O QUADRO NEGRO
50. O JARRO

51. OS FILHOS DO PARAÍSO

52. O BALÃO BRANCO

53. O TRIUNFO

54. O CONTATO

55. O SORRISO DE MONA LISA

56. O CONTADOR DE HISTÓRIAS

57. O MELHOR JOGO DA HISTÓRIA

58. O EXPRESSO DA MEIA-NOITE

59. O MENINO DO PIJAMA LISTRADO

60. O MUNDO DE SOFIA

61. O NOME DA ROSA

62. PRO DIA NASCER FELIZ

63. PRIDE – ORGULHO DE UMA NAÇÃO

64. PELLE, O CONQUISTADOR

65. PROVA DE FOGO.
66. QUANDO TUDO COMEÇA”- ÇA COMMENCE AUJOURD’HUI

67. SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS

68. SER E TER

69. TREINO PARA A VIDA

70. TAPETE VERMELHO – NACIONAL

71. UMA MENTE BRILHANTE

72. UMA ONDA NO AR

73. UMA VIAGEM INESPERADA
74. UM SONHO DE LIBERDADE

75. VEM DANÇAR

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Signifcados e Pressuspostos do Projeto Pedagógico

Terezinha Rios - Replanejamento 2010

Para refletir!!!









FALTA DE AUTORIDADE  - O que se espera da escola é conhecimento. É isso que faz o aluno respeitar o ambiente à sua volta. Se a aula está um tédio, ele vai procurar algo mais interessante para fazer.

Terezinha Rios - O Professor e a Ética

video

Assalto Cultural - Replanejamento 2010

video

Educação e Vida - Replanejamento 2010

Replanejamento 2010

video

Replanejamento 2010

Avaliação e Currículo por Competências


O que é um currículo por competências? Como avaliar por competências? Como contemplar as habilidades, respeitando as diferenças?

Como educadores, quando pensamos nesses projetos logo nos vem uma pergunta: “quais os objetivos e metas a serem alcançadas?” Pergunta natural e legítima, afinal todo procedimento educacional está a serviço de objetivos de aprendizagem e não deve ser aplicado por acaso ou unicamente repetindo uma fórmula anterior, certo?

Certo! Mas há aí também um risco, se consideramos a avaliação dos resultados. Isso porque ao definirmos um objetivo, empenhamos toda nossa energia para auxiliar os alunos no alcance destes objetivos. Em seguida a isso, definimos alguma forma de avaliar esse resultado, normalmente baseado numa dimensão numérica. E quando fazemos isso, muitas vezes o que ocorre é que ficamos demasiadamente concentrados naqueles resultados específicos, como se fossem os únicos parâmetros para a mensuração da aprendizagem.

Acontece que todas as salas de aula são compostas por alunos diversos, com diferentes níveis de compreensão sobre os assuntos tratados na escola. E se nos fixamos unicamente na meta e/ou objetivo estipulados, nos baseamos numa lógica somente quantitativa e classificatória, correndo o risco de deixar de perceber os progressos intermediários, mas que podem ser tanto ou mais significativos para os alunos, o que acaba acontecendo na maioria das vezes. Tanto que essa mesma lógica se reproduz em diversos outros âmbitos da sociedade, como, por exemplo, no exame vestibular.

A avaliação da aprendizagem deve ser feita considerando o contexto específico de cada aluno, não apenas no alcance da meta coletiva e com base em critérios numéricos unificados.

Realidade um pouco distante? Depende. É certo que a avaliação na educação formal atualmente é predominantemente quantitativa, mas mesmo nossa legislação educacional já considera esse processo em outras perspectivas, conforme demonstra o Art. 24, Inciso 5, da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que observa entre os seus critérios para a avaliação do rendimento escolar:

Avaliação contínua e cumulativa do desempenho do aluno, com prevalença dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos e dos resultados ao longo do período sobre os de eventuais provas finais;

Ou seja, trata-se principalmente de nosso posicionamento como educadores. Não estou dizendo que seja fácil, mas neste replanejamento devemos voltar nossos olhares para uma leitura crítica dos índices da unidade, para que sejam repensadas as ações propostas para o 2º semestre. Se uma sala, apresenta uma porcentagem elevada de erro em uma determinada questão, deve-se estudar qual habilidade e competência foi solicitada para sua resolução e a mesma deve ser retomada com base em alguns questionamentos.



Bom trabalho educadores!

Replanejamento 2010

Replanejamento 2010



Caro Professor Coordenador


Depois de uma pequena pausa, vamos reiniciar o nosso trabalho na próxima semana, a partir do encontro com o corpo docente para o replanejamento. Certamente, a equipe gestora de sua unidade escolar já tem definidas metas e objetivos para esse dia, do qual decorrem todas as ações definidas pelo grupo para o segundo semestre desse ano letivo


Sabedores, portanto, de que sua ação na escola já está, possivelmente, em andamento, sugerimos apenas que, para esse encontro, à semelhança do encontro promovido para Planejamento, no início do ano letivo, sejam observados alguns aspectos importantes:


1. Organização do encontro:

  • Que atores da escola, da Diretoria de Ensino e da comunidade participarão desse encontro? De que modo? Que instruções deverão ser garantidas aos participantes?
  • As atividades previstas se realizarão, de fato, no dia e no tempo previsto para esse encontro? Há possibilidade real para seu desenvolvimento?
  • Será elaborada uma pauta de modo a constituir um cronograma detalhado, indicando temas, metodologias, recursos, formação de grupos e horários para cada atividade/discussão?
  • Está previsto divulgar essa pauta a todos os participantes?
  • Em que espaço serão realizadas as atividades? É suficientemente amplo, iluminado, arejado? Comporta os recursos tecnológicos necessários?
  • A Proposta Pedagógica da escola será solicitada (caso cópias tenham sido entregues aos professores no 1º semestre ou, do contrário, será reproduzida e distribuída aos professores?). Eles serão, em algum momento, requisitados a consultá-la?
  • Haverá convite expresso a outros membros da comunidade escolar? Por quê? Com que objetivo?
  • Como serão organizadas a leitura e o debate da avaliação da escola no primeiro semestre de 2010, das propostas curriculares, dos cadernos do professor e do aluno e dos projetos desenvolvidos pela escola?
  • O tempo será suficiente para as discussões necessárias? Caso não, como se prevê a continuidade dessas discussões?

2. Participação dos Professores


  •  Como deverá ser orientada a participação dos professores?
  • Que atividades são de responsabilidade deles?
  • O modo como as atividades serão organizadas favorecerá a participação ativa dos professores nos debates e nas construções?
  • Há momentos de leitura efetiva garantidos a eles (da Proposta Pedagógica da escola, da Proposta Curricular, dos documentos referentes à Avaliação do 1º Semestre de 2010 e/ou outros)?
  • A avaliação do 1º semestre de 2010 contará com sua participação efetiva?
  • Serão retomados os registros das avaliações feitas durante o Conselho de Classe/Série?

3. Compreensão do Currículo e revisão da Proposta Pedagógica da Escola


  • Há princípios do Currículo que ainda parecem pouco compreendidos pelos professores, sobretudo no que diz respeito à sua prática pedagógica, observada por você no acompanhamento da sala de aula durante o 1º semestre?
  •  Você se considera preparado para tratar das dificuldades identificadas durante o acompanhamento do 1º semestre, em sala de aula e em reuniões de HTPC, de modo a favorecer a compreensão dos professores?

  • Você considera que há necessidade de outros subsídios ou esclarecimentos prévios sobre algum aspecto, que possam ajudá-lo a administrar melhor as discussões promovidas na escola?


4. A atuação do Professor Coordenador no encontro:


Você já refletiu sobre a postura a ser tomada durante a condução dessas atividades e considera que:
  •  incentivará os professores a diversificar as oportunidades de aprendizagem?
  • promoverá o aperfeiçoamento e o desenvolvimento profissional dos professores, com vistas à eficácia e melhoria de seu trabalho?
  • esclarecerá princípios e fundamentos do currículo?
  • reorganizará o planejamento da escola com base no currículo?
  • construirá um espaço produtivo para as discussões necessárias?
  • conduzirá a avaliação do 1º semestre de 2010, contando com os registros de avaliação de desempenho e relacionamento escolar, promovidos pela escola, considerando as dimensões contextual, comunicacional e didática do trabalho pedagógico?
  • garantirá visibilidade aos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem na escola, decidindo, em conjunto com o corpo docente, as medidas necessárias para o seu atendimento, por meio do encaminhamento à Recuperação Paralela e promoção de atividades pertinentes e conjuntas a serem desenvolvidas em sala de aula, em Recuperação Contínua?

Assim, pensando nesses e em outros aspectos, que refletem necessidades, possibilidades e dificuldades de sua unidade escolar, acreditamos ser possível fazer o recorte mais pertinente a sua realidade local, considerada a brevidade do encontro.

  • Contribuição da Diretoria Regional de Ensino de Franca. É a rede interagindo com a rede!

Bom trabalho a todos


Oficina Pedagógica Norte 2

Aprender a aprender

EDUCAR - Rubem Alves




Senhores Diretores e Professores Coordenadores,


Estamos propondo para o replanejamento 2010, uma leitura crítica sobre os resultados das avaliações externas e internas, com vistas ao desenvolvimento de nossos alunos. Consideramos que não é possível praticar sem avaliar a prática. Aavaliação está articulada ao grande número desses saberes, em especial: disponibilidade para o diálogo, criticidade, respeito

 
Ressaltamos que as unidades escolares possuem especificidades e  as mesmas devem ser consideradas. Pensamos que aí esteja a “boniteza” que o Professor Paulo Freire tinha como concepção de vida, de amorosidade, de utopia e esperança.



A ESCOLA



Escola é...
o lugar onde se faz amigos,
não se trata só de prédios, salas, quadros,
programas, horários, conceitos...
Escola é, sobretudo, gente,
gente que trabalha, que estuda,
que se alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente,
O coordenador é gente, o professor é gente,
o aluno é gente,
cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor
na medida em que cada um
se comporte como colega, amigo, irmão.
Nada de “ilha cercada de gente por todos os lados”.
Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir
que não tem amizade a ninguém,
nada de ser como o tijolo que forma a parede,
indiferente, frio, só.
Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar,
é também criar laços de amizade,
é criar ambiente de camaradagem,
é conviver, é se “amarrar nela”!
Ora , é lógico...
numa escola assim vai ser fácil
estudar, trabalhar, crescer, fazer amigos, educar-se, ser feliz!



Paulo Freire


http://www.youtube.com/watch?v=dq3yHaELsjo&feature=related

Bom retorno a todos os educadores e educadoras!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

OSESP

Descubra a Orquestra na Sala  São Paulo.

Ações educativo-musicais que ajudam na formação de crianças e adolescentes do ensino fundamental e médio, além de capacitar professores em apreciação musical.

Inscreve-se nos cursos e traga seus alunos para assistir a um Concerto Didático!

Inscrições para o 2º semestre de 2010 de 5 a 9 de julho, somente pelo site- www.osesp.art.br

Para saber mais sobre o Programa, visite o site www.osesp.art.br/educacionais ou ligue (11) 3367 - 9572.

sábado, 3 de julho de 2010

Um cantinho todo especial!

Posted by PicasaAs PCOPs de Lingua Portuguesa Luzia Munia e Alessandra Redígolo estiveram presentes na inauguração da Sala de Leitura da EE José do Amaral Mello, e não deixaram de curtir um cantinho especial para a leitura.




Os preparativos para o Arraiá na EE José do Amaral Mello

Posted by PicasaVai um pastel, aí?

Arte para todos os lados!!!

Bastou a pergunta: Quem sou eu? E tudo virou arte na EE José do Amaral Mello.
Os alunos foram provocados a trabalhar  a questão da identidade. O fruto disso é uma linda exposição pelos corredores da escola, que evidencia os gostos, as preferências e relatos de coisas que os desagradam. 


"Não é possível refazer este país, democratizá-lo, humanizá-lo, torná-lo sério, com adolescentes
brincando de matar gente, ofendendo a vida, destruindo o sonho, inviabilizando o amor. Se
a educação sozinha não transformar a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda."

                                                                                                                  Paulo Freire
Posted by Picasa

Homenagem da Direção da EE José do Amaral Mello à Dirigente Regional de Ensino - Maria José Valezin

Há quem diga que todas as noites são de sonhos.


Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão.


Mas no fundo isso não tem muita importância.


O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos.


Sonhos que o homem sonha sempre.


Em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado."


( Shakespeare )






Posted by Picasa

Sala de Leitura EE José do Amaral Mello

Só alegria!!!

Gestores e familiares conhecendo a Sala de Leitura. Posted by Picasa

Eta, coisa boa!



Tem coisa melhor que ler o mundo com seus próprios olhos? Com certeza, não!
Cenas como estas são presentes preciosos, que devemos incentivar em nossas escolas.


"Um livro pode ser nosso sem nos pertencer. Só um livro lido nos pertence realmente".

                                                                                                     Eno T. Wanke



Posted by Picasa
Parabéns aos gestores, e ao Professor Wagner responsável pela Sala de Leitura, pelo empenho em propiciar um ambiente leitor para os alunos da EE José do Amaral Mello.

EE José do Amaral Mello


Diretora Marlise ressaltando a importância da Sala de Leitura para a escola.


 Gestores e Professores prestigiando a inauguração.

A Dirigente Regional de Ensino - Professora Maria José Valezin discorreu sobre a homenageada e o início de sua carreira.


Família da Homenageada
Posted by Picasa

EE José do Amaral Mello

Belíssima apresentada na Inauguração da Sala de Leitura da EE José do Amaral Mello.

Posted by Picasa